PIX, um serviço inovador, possibilitará que o dinheiro vá de uma conta para outra em poucos segundos, 24 horas por dia, nos sete dias da semana, inclusive entre contas de diferentes instituições.

Mas o que é isso? Em que o PIX irá interferir na economia? E as criptomoedas? Nano perdeu seu carro chefe? É o que vamos abordar nesse artigo. Confira.

O que é PIX ?

logo pixPIX é a marca do pagamento instantâneo brasileiro que estará disponível para toda a população a partir de 03 de novembro de 2020. O Banco Central promete que pessoas, governos e empresas poderão efetuar pagamentos instantâneos entre si, 24 horas por dia, 7 dias por semana e sem restrições entre instituições.

Segundo o BC, a transferência de dinheiro poderá ser feita pelo celular apenas com as chamadas “chaves de endereçamento”, que podem ser por exemplo o CPF, CNPJ, telefone ou e-mail do destinatário e principalmente por QR Code.

c3c09dfacd87516c3ba1cdad29aa8aaa

Será possível transacionar usando dois tipos de QR Codes: estáticos e dinâmicos. O primeiro é fixo, como um endereço de Nano, em que o pagador digita o valor a ser enviado após o escaneamento. O segundo tipo necessita do recebedor gerá-lo determinando o valor a ser pago e as informações adicionais (multas, juros, etc), além de ter um tempo de expiração e mudar a cada nova transação.

Fim do TED/DOC?

O sistema vem para substituir a necessidade de utilização de TEDs ou DOCs, operações que levam dias para serem liquidadas e com custos elevados para quem deseja enviar o capital, podendo chegar até a R$20,00 por transação. fila bancoPorém, o sistema “antigo” ainda existirá, pelo menos até toda a cadeia se adaptar. De acordo com o BC, as instituições financeiras deverão implementar o Sistema de Pagamento Instantâneo (SPI) e criarem conta Pagamento Instantâneos (Conta PI). Até o momento, 140 instituições financeiras já solicitaram participação no PIX, segundo dados do Banco Central. A instituição está conduzindo o processo de implementação do sistema, que está sendo feita de forma colaborativa.

“Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI):  infraestrutura centralizada de liquidação bruta em tempo real das transações realizadas no âmbito de arranjo de pagamentos instantâneos que resultam em transferências de fundos entre seus participantes titulares de Conta Pagamentos Instantâneos (Conta PI) no Banco Central do Brasil.” Art. 2º, § 2, CIRCULAR N° 4.027, BC

Vantagens

Sem dúvidas, o novo sistema resolve alguns gargalos e restrições sobre a movimentação de capital no Brasil. Citaremos algumas vantagens e possibilidades interessantes com o PIX:

  • Envio e recebimento de remessa sem restrições de horários.
  • Não restrição para envio de valores entre instituições diferentes.
  • Custo operacional baixo.
  • Tempo de liquidação rápido.
  • Confirmação de pagamentos de comprar on-line em poucos segundos.
  • Pagamento de contas e compensação de faturas com agilidade.

Desvantagens

Mas nem tudo são flores. Apesar de melhorar e muito o sistema financeiro nacional, o PIX ainda não resolve alguns problemas:

  • Necessidade de uma instituição centralizadora para poder enviar ou receber.
  • As taxas serão baixas para usar o serviço, porém não são nulas.
  • Necessidade de toda a cadeia financeira se adequar, havendo assim um tempo de transição em que as taxas atuais se farão necessárias.
  • O dinheiro ainda estará em posse de bancos e agentes financeiros.

Qual a diferença da NANO para o PIX?

Utilizando o serviço PIX, suas transações serão realizadas em 10 segundos, conforme o Banco Central divulgou. Com a NANO, independente do valor, a transação ocorrerá em menos de 1 segundo. O valor chegará ao destino (ou será recebido) no mesmo instante, com taxa 0, sem qualquer tipo de intermediário (sem Banco Central, sem Caixa, sem Banco do Brasil…), e o melhor, você apenas precisará de um endereço de carteira Nano. Não é preciso que você disponibilize seu CPF ou endereço de e-mail, muito menos CNPJ ou um número de celular.

Com a Nano você simplesmente recebe ou envia, a qualquer momento, qualquer quantidade, sem a preocupação se está ou não sendo monitorado. O PIX é um sistema brasileiro, portanto, transaciona apenas Real e em território nacional, não tem como enviar para outros países com toda essa agilidade. A Nano vai do Brasil ao Japão na velocidade da luz!

Outro fator crucial dessa diferença é a propriedade. Suas Nanos são suas e de mais ninguém, somente o detentor da chave privada pode manuseá-las. Temos uma rede que valida as transações em colaboração e não permite que fraudes ocorram, nem mesmo duplicações, problemas comuns de se ver no sistema bancário.

Conclusão

Ainda que o PIX agilize a transferência de capitais, a posse do seu dinheiro continua nas mãos de agentes centralizadores, o que sujeita você a regras impositivas de terceiros, a falhas bancárias e principalmente ao confisco.

Vale lembrar também que o PIX é somente um sistema bancário, mas a moeda continua sendo a fiduciária, que sofre depreciação, inflação, perda de valor de mercado e poder aquisitivo ao longo do tempo, totalmente o oposto das criptomoedas.

Do que adiante ter uma boa pista de corrida se você está em uma carroça?

O bom do PIX é que suas compras P2Ps ficarão mais rápidas, afinal, você comprará aquela Nano a CMC que apareceu cujo vendedor tem conta em um banco diferente do seu! ;D

Anexo

Colaboradores

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui